Está com Parcelas Atrasadas no Financiamento do seu Veículo?

Está com Parcelas Atrasadas no Financiamento do seu Veículo?

  • Julho 20 2023
  • Eduardo Cardoso
parcelas-atrasadas-de-divida-de-financiamento-de-veiculo

Visão Geral:

Uma dúvida muito recorrente de pessoas que possuem um veículo financiado, é sobre quais são as consequências das parcelas atrasadas do financiamento do veículo.

Além dessa, também temos: “Quais serão as ações do banco?”, “corro risco de busca e apreensão?”, “o que devo fazer após o atraso da primeira parcela do meu financiamento de veículo?”, dentre outras que iremos abordar nesse artigo.

Portanto, se você está percebendo que irá atrasar a primeira parcela do financiamento do seu veículo, ou caso ela já tenha acontecido, chegou o momento de você entender o que ocorre quando você atrasa as parcelas do seu financiamento de veículo, desde ligações excessivas até a busca e apreensão do veículo financiado.

 

Índice:

 


O que acontece quando você atrasa suas parcelas do financiamento de veículo?

A partir da primeira parcela atrasada do seu veículo, automaticamente, você estará sujeito as ações previstas no contrato no ato do financiamento do veículo. Portanto, o banco já sabe exatamente quais ações irá realizar para que você faça a regularização do débito e ele consiga recuperação do crédito concedido.

Porém, é importante ressaltar, que essas ações que iremos abordar, podem ocorrer de forma variada, dependendo do banco (instituição financeira), do valor da dívida e do histórico do cliente.

 

Cobrança de Juros e Multas

Quando as parcelas não são pagas no prazo determinado, a instituição financeira geralmente aplica juros e multas sobre o valor devido. O grande problema, é que na maioria dos casos, esses juros são abusivos, o que impede a continuidade do pagamento das parcelas pactuadas. A taxa de juros abusivos e as multas variam de acordo com os termos do contrato firmado no ato do financiamento.

Esses juros abusivos são aplicados automaticamente após o atraso da primeira parcela, portanto, quando isso ocorre, você já estará sujeito a eles.

 

Negativação do Nome

O atraso nos pagamentos pode levar à inclusão do seu nome em serviços de proteção ao crédito, como o SPC e Serasa. Quando ocorre a inserção do seu nome em órgãos de proteção ao crédito, o banco busca dificultar a sua obtenção de crédito no mercado, como a aprovação de novos empréstimos ou cartões de crédito.

Portanto, caso você precise fazer um empréstimo no seu nome, as possibilidades serão bem limitadas ou nulas, dependendo do caso, e se isso acontecer, não se desespere, pois, ainda há esperança.

 

Entrega Amigável

Aqui temos uma situação delicada e favorável à instituição financeira em relação ao consumidor. Isso porque a Entrega Amigável do veículo é uma opção que o banco irá te oferecer quando você está atrasado nas parcelas do financiamento do veículo.

O problema é que, assim como na Busca e Apreensão do Veículo, o carro irá para o leilão, e na maioria esmagadora dos casos, a venda no leilão não será suficiente para pagar toda a dívida, restando um saldo remanescente a ser pago pelo consumidor para a instituição financeira.

Ou seja, você irá entregar o seu veículo com o objetivo de não ter mais nenhuma dívida ou relação com a instituição financeira, porém, o que provavelmente irá acontecer, é o oposto. Você entregará o veículo, mas continuará com uma dívida que você não consegue pagar.

 

Busca e Apreensão do Veículo

O veículo é dado como garantia ao crédito concedido, que acontece quando um veículo é financiado, e em caso de inadimplência o banco (instituição financeira) vai buscar recuperar o veículo como forma de quitação do débito.

Porém, mesmo quando ocorre a busca e apreensão do veículo, é possível que reste uma parte da dívida a ser quitada com a instituição financeira.

Isso porque, quando o veículo sofre busca e apreensão, ele é direcionado ao leilão para venda. A questão é que na maioria dos casos, o veículo paga apenas parte do valor da dívida, e o restante ainda precisará ser quitado normalmente.

Em outras palavras, você irá perder o veículo e continuar com uma parcela da dívida em aberto.

busca-e-apreensao-de-veiculo-juros-abusivos

 

Dificuldade para Renegociar a Dívida de Financiamento

Uma vez que você tenha atrasado as parcelas, a instituição financeira pode considerar que você é um cliente de risco mais alto. Isso deverá tornar mais difícil renegociar o financiamento em termos mais favoráveis.

Outro fator relevante, é que as instituições financeiras já possuem estratégias específicas para a maior recuperação possível do crédito concedido no ato do financiamento. Portanto, tentar negociar diretamente com o banco, poderá ser uma tarefa extremamente difícil, principalmente porque a instituição financeira sabe que o cliente não conhece as táticas e estratégias internas que são utilizadas.

 


Seu veículo corre risco de busca e apreensão?

Se você atrasou as primeiras parcelas, agora deve estar se perguntando, o banco pode dar busca e apreensão no meu veículo? A resposta é sim. Após a primeira parcela atrasada no financiamento do seu veículo, o banco já poderá dar início no processo de busca e apreensão.

Isso porque o banco pretende, através da busca e apreensão do veículo, a venda do bem por meio do leilão para a recuperação do maior valor financeiro possível.

 

Normalmente o processo de busca e apreensão pode ocorrer da seguinte forma (irá variar da instituição financeira, valor da dívida, histórico do cliente e outros fatores relevantes):

  • Notificação de Inadimplência: Quando você deixa de pagar as parcelas do seu financiamento, a instituição financeira geralmente enviará notificações de cobrança. O processo de busca e apreensão normalmente começa após 30 a 90 dias de atraso com a notificação e posterior distribuição do processo.
  • Notificação de Busca e Apreensão: Se as tentativas de cobrança falharem e você permanecer inadimplente, a instituição financeira vai solicitar judicialmente a busca e apreensão do veículo. Você deve receber uma notificação oficial sobre isso, porém, na maioria dos casos essa notificação não acontece e o cliente é pego de surpresa.
  • Ordem Judicial: Para a busca e apreensão ser realizada, é necessária uma ordem judicial. Uma vez que o juiz autorize a sua emissão, um oficial de justiça irá cumprir com a determinação. A instituição financeira já conhece os meios para agilizar o processo da ordem judicial na busca e apreensão, portanto, ela pode acontecer rápido.
  • Realização da Busca e Apreensão: Uma vez recebida a ordem judicial, o oficial de justiça apreenderá o veículo. Ele deve ser levado para um pátio até que a situação seja resolvida.
  • Oportunidade de Pagamento: Após a apreensão, corra pois você só terá 5 dias para quitar a dívida e restituir o veículo.
  • Venda do Veículo: Se a dívida não for quitada, a instituição financeira pode vender o veículo para recuperar o valor do empréstimo. Se o valor da venda for menor que a dívida, você ainda será responsável pelo saldo remanescente.

É importante notar que este é um processo judicial que pode ter consequências financeiras e legais significativas. Se você estiver enfrentando a possibilidade de busca e apreensão, é recomendável buscar ajuda profissional para entender completamente o que será feito para a resolução definitiva.

 

body-blog-2

 


O que você deve fazer após o atraso da primeira parcela do financiamento de veículo?

Portanto, se você já atrasou a primeira parcela do financiamento do seu veículo, tenha em mente que provavelmente você já está correndo risco de busca e apreensão.

Em casos onde o cliente financiou o veículo, já atrasou a primeira parcela e percebeu que não irá conseguir cumprir com os pagamentos firmados entre ambas as partes, é essencial conversar com especialistas no assunto.

Isso porque, a instituição financeira já sabe exatamente o que ela precisará fazer para recuperar as parcelas em atraso. São ações específicas e favoráveis ao banco.

Como por exemplo, ligações de ameaças diretas e indiretas, contratação de profissionais investigadores, desrespeito nas ligações e mensagens, dentre muitas outras que já conhecemos.

Então, ter ao seu lado profissionais especialistas no assunto de redução de dívidas bancárias de financiamento de veículo, há mais de 15 anos, como a Resoluty Consultoria, é o caminho certo para uma negociação segura e transparente.

 

Para isso, preencha o formulário e conte-nos o seu caso detalhadamente, para agirmos de forma assertiva e personalizada de acordo com a sua situação.

Tags:
Share on:

Sua opinião é importante. Deixe seu comentário: